Saber perder peso é ganhar saúde

Scale_tall Tem-se assistido a uma crescente consciencialização sobre a importância da alimentação na saúde e bem estar. Os desequilíbrios nutricionais – uns por defeito outros por excesso – constituem, cada um por si, um comprovado fator de risco para diversas doenças. Assim sendo, é essencial manter uma dieta saudável, que garanta o equilíbrio de todos os nutrientes.

A necessidade de recorrer a dietas surge não só como forma de melhorar a saúde, mas também, como meio de atingir a imagem corporal desejada. Nestes casos, ainda que o objetivo seja meramente estético, pode e deve ser atingido saudavelmente.

As “dietas milagrosas” realizadas, podem até resultar numa perda de peso rápida mas também poderá ser rápida a recuperação da massa gorda perdida, muitas vezes com tanto sacrifício. A tendência do organismo é acumular ainda mais gordura, assim que o individuo volte aos seus hábitos alimentares.

“Nós somos o que comemos”

Quando o emagrecimento é bem realizado, a perda de peso resulta da saudável diminuição de gordura corporal, sem perdas de fluidos orgânicos, minerais e estruturas proteicas, tais como pele, massa ósseo, músculos, órgãos nobres, etc. O peso baixa-se equilibrando a composição corporal, isto é, mantendo a relação normal entre a massa magra e a massa gorda. Em consequência, não deve acontecer a perturbação psíquica, nem o cansaço físico e intelectual. Muitas funções vitais, devem manter-se desde a elasticidade da pele, unhas e cabelos, força muscular, massa óssea, sistema imunitário forte e ausência de perturbações cardíacas e endócrinas.

Uma alimentação saudável, adaptada a cada caso, evita um sem numero de complicações patológicas e se juntar o exercício físico moderado, proporciona uma perda de peso adequada que pode ser mantida ao longo da vida, melhorando assim, o bem estar e a qualidade de vida.

Os comentários estão fechados.