Como prevenir o envelhecimento das mãos

Corpo perfeito e pele jovem é o objetivo de todos nós. Mas as mãos, por que serão muitas vezes esquecidas?

A aparência do rosto e do corpo é importante, mas não nos podemos esquecer que as mãos são o que mais revelam e denunciam os desgastes da idade. Como o rosto, elas passam o tempo todo expostas às agressões externas, entre as quais os raios solares, o vento e a poluição, e também em contacto com agentes agressivos, como os produtos de limpeza.

Além das características genéticas, os fatores externos determinam, principalmente em pessoas de pele clara e sensível, uma série de modificações estruturais na pele das mãos. Os sinais de envelhecimento surgem a partir dos 50 anos, ou às vezes mais cedo e costumam ser mais evidentes nas mulheres.

A pele vai ficando mais fina e transparente e as veias tornam-se mais visíveis, o que dá um aspeto pouco agradável. O uso de hidratantes, pode ajudar no combate ao ressecamento da pele, mas sozinho não impede que agentes, como o envelhecimento cronológico, a ação do sol e componentes químicos, que estejam em constante contacto provoquem o aparecimento de manchas e o aspeto ressequido.

Com a idade, existe a perda de elasticidade e diminuição da estreita camada de tecido gorduroso. situada logo abaixo da pele. Além disso, dado o dorso da mão ter a pele mais fina, com poucas glândulas sebáceas, torna a pele mais sensível à desidratação e ao envelhecimento precoce, causando enrugamento, afinamento e ressequimento. Surgem alterações na coloração e com elas as manchas escuras ou pálidas, conhecidas por manchas senis, em consequência do sol sobre a pele. A luz solar, age provocando lesões no ADN das células. Quanto mais tempo a mão tenha sido exposta ao sol (desde a infância) maior a possibilidade de ter problemas.

Outro efeito causado pela idade, pelo contacto constante com água e a retirada da película são as infeções oportunistas fúngicas (micoses), virais (verrugas) e bacteriana (infeções ao redor das unhas. Produtos químicos e cosméticos de uso diário, entre eles, esmaltes de unhas e cremes desajustados e de má qualidade, ocasionam dermatites.

Antes de recorrer à solução drástica da cirurgia plástica, mesmo sem cortes, lembre-se sempre de usar um protetor solar de boa qualidade. É importante aplicar cremes hidratantes, pelo menos duas vezes ao dia, para manter a humidade normal da pele. Ao realizar tarefas domésticas, crie o hábito de usar luvas de látex ou vinil. Para trabalhar no jardim, as de algodão são as melhores.

Lavar as mãos, é um ato simples para a prevenção de doenças, mas exige técnica: molhe as mãos antes de usar o sabonete em barra ou cremoso e só depois as esfregue. Dê especial atenção à palma da mão e entre os dedos. Também é preciso tomar cuidado com a área por baixo das unhas. Se tem as unhas longas coloque sabão e esfregue com uma pequena escova, passe por água corrente e seque-as completamente numa toalha pessoal, ou de papel, que são as mais higiénicas nos lugares públicos.

Deixar uma resposta